Operações Estruturadas

O QUE É

Estruturação de operações, buscando soluções financeiras específicas para os clientes.

PÚBLICO ALVO

Pessoas Jurídicas de Grande Porte

CARACTERÍSTICAS BÁSICAS

Exemplos de operações estruturadas

a) Estruturação de Fundos de Investimento em Direitos Creditórios (FIDCs)
Estruturar os FIDCs, que são Fundos de Investimentos com mais de 50% de seu Patrimônio Líquido aplicado em direitos creditórios (trata-se de uma securitização de recebíveis, por meio de criação de um Fundo de Investimento, cuja carteira não tem incidência de impostos, ao contrário do que ocorre na forma tradicional de securitização, por meio de Sociedades de Propósito Específi co – SPEs, as quais são tributadas).

b) Estruturação de Operação de Cessão de Crédito Condicionada
Estruturar a operação, buscando solução financeira de acordo com as necessidades do cliente, utilizando-se de produto existente na Organização, representado pela Cessão de Crédito Condicionada, em que o Banco adquire direitos creditórios decorrentes de contratos de venda de produtos de prestação de serviços de longo prazo.

c) Securitizações de Recebíveis Imobiliários
Estruturação de operações de:

1) Certificados de Recebíveis Imobiliários (CRIs);
2) Fundos Imobiliários;
3) Built to Suit – BTS; e
4) Cessão Fiduciária de fluxos de aluguéis e/ou participações em empreendimentos comerciais.

Todos os produtos, via de regra, são lastreados em recebíveis imobiliários, compreendendo venda a prazo de imóveis e/ou participações, ou também securitização de fluxos futuros de aluguéis ou Direito Real de Superfície (DRS).

d) Financiamento de Aquisições (Acquisition Finance):
Estruturação de financiamentos para viabilizar a aquisição de Empresas pelos clientes do Banco.